Vivendo o Tao

Introdução

por Derek Lin

Comecei a escrever a coluna “Vivendo o Tao” em 1999, sem ter uma idéia clara do viria a se tornar. Quem examinar as matérias mais antigas vai poder verificar que foi necessário algum tempo para encontrar uma forma apropriada.

Tenho a tentação de simplesmente remover essas matérias mais antigas para melhorar minha imagem, mas decidi-me pelo contrário por uma questão de honestidade. Vivendo o Tao é um registro de minha jornada espiritual, na qual estou constantemente realizando novas descobertas. Todos os textos são registros precisos – apesar de por vezes constrangedores – de onde estive.

Daqui a alguns anos, quando olhar para traz e examinar meus pensamentos de hoje certamente vou encará-los como hoje encaro os do passado. Compreendo cada vez mais que o Tao é um processo sem fim. É um caminho divino que se estende da nossa frente até o infinito.

Assim, peço que seja complacente ao acessar os pensamentos que ofereço e que leia tudo que escrevo com um grão de sal. Considere que posso estar errado – e já estive errado no passado. Não possuo conhecimentos especiais ou experiência que tornem minhas opiniões a prova de erro.

A mensagem mais importante que posso enviar é a mesma que comunico em meus contatos pessoais: Ouça sua voz interior para decidir se alguma coisa faz sentido ou funciona para você. Sua sagrada intuição irá guiá-lo sempre na direção correta.

O que seguimos é o Tao, não um indivíduo particular. Todos os humanos são falíveis, não importa quem sejam. Portanto, se sua voz interior contradizer o que eu expresso, coloque sua fé nela e não em mim.

Isto posto, bem vindo ao “Vivendo o Tao”, e obrigado por dedicar seu valioso tempo para sua leitura.